Covas (PSDB) e Boulos (PSOL) farão segundo turno em São Paulo

Tucano teve 32,85% dos votos e o candidato psolisa somou 20,24% com 99,67% dos votos apurados na capital paulista, segundo o TSE

Covas (PSDB) e Boulos (PSOL) farão segundo turno em São Paulo
Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) disputam 2º turno em SP. Foto: Montagem/R7

 

A disputa eleitoral pela Prefeitura de São Paulo foi para segundo turno. O candidato Bruno Covas (PSDB) levou 32,85% dos votos válidos e vai disputar o principal posto da administração pública paulistana com Guilherme Boulos (PSOL), que teve 20,24%.

Foram contabilizados 99,67% dos votos na capital paulista. O segundo turno do pleito municipal será realizado no dia 29 de novembro.

Entre os demais candidatos, Márcio França (PSB) teve 13,65% dos votos e ficou em terceiro lugar no pleito. Celso Russomanno (Republicanos) ficou com 10,50%, Arthur do Val Mamãe Falei (Patriota) teve 9,78% e Jilmar Tatto (PT) terminou 8,65%, entre os mais bem votados.

Alem deles, os demais concorrentes à Prefeitura de São Paulo tiveram a seguinte votação: Joice Hasselmann (PSL) 1,84%, Andrea Matarazzo (PSC) 1,55%, Marina Helou (Rede) 0,41%, Orlando Silva PCdoB) 0,23%, Levy Fidelix (PTRTB) 0,22%, Vera Lúcia (PSTU) 0,06% e Antônio Carlos Silva (PCO) 0,01%.

Lentidão na divulgação de parciais
O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) afirmou que houve demora na divulgação da atualização dos resultados, mas que o problema já era esperado. 

A espera foi explicada pela necessidade de os votos serem centralizados no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília, onde houve uma grande sobrecarga de dados vindos dos mais de cinco mil municípios brasileiros.

Ocorrências e prisões
O TRE-SP também divulgou os dados finais do domingo de votação. Segundo o órgão, foram 26 ocorrências, com quatro prisões, das quais três foram em Itapevi, na Grande São Paulo, por boca de urna, além de uma em Campinas por causa de um mesário que se ausentou das eleições.

Em todos o Estado, das 85.715 urnas, somente 609 (0,71%) foram substituídas. Apenas em São Carlos foi preciso utilizar a votação manual para substituir a urna. Fonte: R7